Sobre

Maringaense, Homero Marchese é formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), onde também concluiu o Mestrado. Homero é professor de Direito Processual Civil e Direito Administrativo e especializado na fiscalização dos órgãos públicos do Paraná. Homero foi servidor concursado do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE/PR).

Na instituição, Homero liderou trabalhos de bastante destaque, como a auditoria nos contratos da Câmara Municipal de Curitiba com agências de publicidade, por exemplo. O escândalo resultou na renúncia do antigo presidente da instituição e provocou profundas mudanças na Câmara. Homero também liderou a auditoria nas concessões rodoviárias do Estado, que revelou o forte desequilíbrio dos contratos em prejuízo aos paranaenses.

Após cinco anos na instituição, Homero pediu exoneração do cargo do TCE/PR, após atestar e denunciar ao Ministério Público diversas irregularidades no próprio Tribunal. Ao abrir mão de um cargo público muito desejado, um ótimo salário e estabilidade, Homero fez com que a luta contra a corrupção saísse do discurso e virasse realidade.

Nos meses de julho e agosto de 2013, Homero concluiu curso de introdução ao Direito norte-americano na Universidade Yale, localizada em New Haven, CT, EUA. Em outubro de 2014, foi candidato ao cargo de deputado estadual pelo Partido Verde (PV). Homero obteve 12.658 votos e a terceira suplência do PV na Assembleia Legislativa.

Transparência e liberdade

Homero Marchese em 2016, durante audiência da Frente Parlamentar contra a Prorrogação dos Contratos de Pedágio do Paraná

Homero Marchese em 2016, durante audiência da Frente Parlamentar contra a Prorrogação dos Contratos de Pedágio do Paraná

Homero é de uma nova geração de líderes brasileiros acostumados a expor o que pensa com muita clareza. Em textos publicados em jornais e na internet, muitos deles compartilhados milhares de vezes Brasil afora, Homero argumenta com energia, indicando como vê o papel do Poder Público no país e o que poderia ser feito para melhorá-lo.

Forte defensor das liberdades civis, em especial da liberdade de expressão, Homero entende que a exposição da verdade e o debate de ideias são fundamentais para a construção de uma sociedade democrática e transparente.

Homero acredita na responsabilização das pessoas por seus atos, na promoção universal da educação, no papel predominante da iniciativa privada para o desenvolvimento econômico, na contínua fiscalização dos governantes, e no reconhecimento da família e da religião como instâncias fundamentais da formação moral do cidadão.